quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Do Sopro...


O vento canta aqui na minha janela, paro para ouvir o assovio constante, o Ar sabe mesmo fazer bela sinfonia!


Canta rodopiando.


O que canta o vento? Que histórias ele conta em seu sopro, será ele difamador elegante das vidas que ele percorre? Ou será professor de registros diários?

Imagino que ouço a música do menino e sua pipa, fazendo trato com a brisa para que ela, risonha, leve seu brinquedo ao céu, para que aquele menino, por alguns minutos, tenha a ilusão de voar. As vezes o vento conta de suas iras, que arrancou, em forma de furacão, árvores e casas. E canta melodiosamente os dias de tempestade, em frases musicais diz como ele molhou as vidraças e a terra.

É assim que ouço o Sopro, com ouvidos imaginários...

3 comentários:

Maura disse...

Oi Nivaldo!
Sou sua seguidora e vim pedir um favorzinho!
Gostaria de contar com seu votinho na promoção da Ramarim da qual estou participando. Basta acessar:
http://www.meujeitoramarim.com.br/perfil.php?PessoaID=MzIyMg== e clicar em votar. Dá pra votar 5x. É rápido e não dói! heheh!
Obrigadinha!!!
Maura

Clarissa B. disse...

Canta tanto q derrubou o toldo da sua janela... hehehe

Ê vento... =P

Amore, tava pensando... dia 3/11, terça feira, nós 3... no 3º encontro... haveria coincidência maior de números??? Além é claro da lua linda... Mandei um recadinho pro Bisk8... falando sobre isso tbm...

Adorei a lasanha... adorei a companhia no programa de índio... adorei a sopa...

Adoro vc!!

Xero.

vida cotidiana disse...

Canta, espalhando a vida por onde passa, as flores adoram, lá vem a vida....lindo texto!!!